{Duelo} Bepantol X Bepantriz

18 de setembro de 2017


Vocês sabiam que o Bepantriz é um similar do Bepantol. Vocês sabem a diferença entre similar e genérico? Trago para vocês informações extraídas do site Brazil Pharma: 

Para um melhor entendimento da indicação médica, a farmacêutica da Brazil Pharma, Dafne Estevão, explica a diferença entre medicamentos de referência, genéricos e similares.

Referência ou de marca: Os laboratórios farmacêuticos investem anos em pesquisas para desenvolver remédios e, por isso, possuem a exclusividade sobre a comercialização da fórmula durante um determinado período, que pode chegar a 20 anos. Estes medicamentos são denominados de “referência” ou “de marca”. “Após a expiração da patente, há a liberação para produção de medicamentos genéricos e similares”, explica Dafne.

Medicamento genérico: É um substituto perfeito ao remédio de marca, pois sua composição química é idêntica. Essa substituição é permitida por lei. “Estes remédios passam por testes de bioequivalência e equivalência farmacêutica, que garantem que serão absorvidos no organismo da mesma maneira que os medicamentos de referência, e também garantem que a composição do produto seja idêntica ao do medicamento que lhe deu origem”, acrescenta a farmacêutica.

Medicamento similar: Cópia do medicamento de referência. Alguns itens, porém, podem ser diferentes, como dose ou indicação de administração, tamanho e forma do produto, prazo de validade, embalagem e rotulagem. “Um medicamento ‘referência’ vendido somente sob a forma de comprimido pode possuir um similar na forma líquida”, exemplifica Dafne. Representados por meio de uma marca comercial própria, esses remédios são uma opção ao medicamento de marca.

Bepantol, Bepantriz, Gravidez

Como vocês podem ver pelo infográfico tenho preferência pelo Bepantriz. Eu comecei a usar o produto como hidratante para pele depois de perceber algumas estrias nos seios por conta da gravidez. No inicio, eu passei muito mal e hidratação nunca foi uma prioridade na minha vida, então os seios desenvolveram e vieram as estrias, para prevenir a ocorrência de mais, pesquisei sobre a bepantol e perguntei ao  meu médico se eu podia usar, este liberou o uso do Bepantol.

Mas o Bepantol é bem carinho, pesou no bolso e eu procurei a alternativa que foi o Bepantriz. Geralmente, eu uso ele misturado com o óleo corporal de O boticário que estou usando no momento - Linha Nativa Spa, Ameixa-  pois ajuda a espalhá-lo melhor. Comecei a usar no quarto mês, estou  no sexto mês, e até agora não percebi mais ocorrências de estrias. 

Agora eu tô a rainha dos cosméticos, coisa que nunca me imaginei  fazendo na vida, geralmente o uso pela noite e quando esqueço de usar a noite, passo pela manhã. Mas sempre tô usando um creminho ou óleo.

 **Quanto aos preços eles variam conforme a região, se a loja é física ou online. 

Projeto 12 Cores: Amarelo

15 de setembro de 2017


De acordo com o Portal G1:

No Brasil, o índice de suicídios perde apenas para homicídios e acidentes de trânsito entre as mortes por fatores externos (o que exclui doenças). Em todo o mundo, entre os jovens, a morte por suicídio já é mais frequente que por HIV. Entre idosos, assim como entre pessoas de meia-idade, as incidências também avançam.

Um dos estudos mais completos sobre o tema, feito pelos pesquisadores Daiane Borges Machado e Darci Neves dos Santos, da Universidade Federal da Bahia (UFBA), analisou dados do Sistema de Informações sobre a Mortalidade Brasileira (SIM), Datasus e IBGE entre os anos 2000 e 2012 no Brasil.

As pessoas que mais se suicidaram foram as menos escolarizadas, indígenas (132% mais casos que na população em geral) e homens maiores de 59 anos (29% a mais que as outras faixas etárias). O Mapa da Violência de 2014 (levantamento mais recente) também aponta uma alta de 15,3% entre jovens e adolescentes no Brasil, de 2002 a 2012.

No dia 10 de Setembro é o dia escolhido para falarmos sobre Prevenção ao Suicídio. Dai surgiu a campanha setembro amarelo, realizada todo mês de setembro, com o objetivo de realizar sensibilização a respeito da temática no Brasil.

Nós sabemos que o sofrimento psíquico é banalizado, que as pessoas sofrem ano após ano, sem expectativa de melhora, sem receber o tratamento adequado e apoio dos entes queridos. É triste dizer que além de banalizado, este tipo de sofrimento é estigmatizado. Quem vai ao psicólogo/psiquiatra é louco. Iniciativas de prevenção e promoção de saúde mental são negligenciadas pela nossa sociedade que cada dia adoece mais. 

Vamos buscar alternativas, outros meios de ter uma vida mais saudável: corpo e mente. Vamos nos unir antes de julgar, vamos ser empáticos. Não é todo mundo que consegue lidar com o  sofrimento psíquico do outro, desta forma, antes de fazer ou falar alguma coisa que possa dificultar a situação, mostremos o caminho da ajuda especializada a essas pessoas. Vamos cobrar politicas públicas de saúde mental. Vamos celebrar a vida!


Outros blogs participantes do projeto:

A Mamancita Karol Conka

13 de setembro de 2017



Esses dias eu estava assistindo o Super Bonita no Gnt, apresentado pela Karol Conka, o episódio era sobre maternidade. Engraçado que quando você fica grávida você fica super sensível a essas questões de maternidade, parece que a internet, os programas de TVs e as pessoas só falam sobre isso e você ali de anteninhas ligadas.

Então, neste episódio descobri que a Karol Conka tem um filho, ela tem 30 anos e teve um filho aos 19. E eu fiquei surpresa, ela parece uma garota de 25 anos super bem resolvida e descolada. Mas na verdade é uma mãe que não desistiu dos seus sonhos, teve um filho muito jovem, mas a maternidade não anulou quem ela é. 

Minha maior preocupação quando falamos sobre maternidade é sobre o fato das mães terem que se anular, desistirem de seus sonhos contra sua vontade pela maternidade. Não existe jeito certo e perfeito de criar crianças, não devemos julgar as mães que pararam de trabalhar ou resolveram trabalhar, os lares onde a mãe é mais ausente e o pai/avó/tia são mais presente. Cada família tem sua dinâmica e não devemos aplicar nossos conceitos como verdades absolutas. 

Voltando ao assunto, fiquei observando a Karol e vi ali uma inspiração de autenticidade, de uma mãe que sofreu para ter o filho, para cuidar do filho, mas que não desistiu dos seus sonhos e de ser quem ela queria ser. 

{Resenha} Mousse de banho Blueberry e Óleo Corporal Bifásico Caramelito

11 de setembro de 2017


Ultimamente, por conta da gestação, tenho estado atenta em questões de hidratação da pele. Já usei destes produtos há algum tempo, agora que veio coragem para editar as fotos e fabricar o post. Então vamos lá, a resenha deses produtos.

Adicionar legenda

O que diz o fabricante:
O Cuide-se Bem Óleo Bifásico Corporal Caramelito hidrata por até 48 horas com perfumação na medida certa.
Contendo caramelo em sua fórmula, o óleo corporal é super prático e hidrata durante o banho. Bifásico ele hidrata por até 48 horas e deixa sua pele perfumada na medida com aquele cheiro docinho que você adora.
Contém: 200ml
MODO DE USAR
Durante o seu banho, agite o óleo bifásico desodorante corporal e o aplique nas suas mãos, passe pelo corpo todo e pronto, sua pele está hidratada.

resenha o boticário

Minha opinião:
Gostei do produto, só achei um pouco doce e o odor, mas tirando isso, por ser um óleo de banho não deixa a pele super oleosa, mas deixa macia e hidratada.

Eu uso da seguinte forma, tomo banho normalmente, e então no final, eu passo o óleo em todo o corpo e ai enxáguo. Mas cuidado pra não enxaguar demais, pois pode tirar todo o produto, e o cheiro que fica no corpo não é tão doce, suportável e pele macia. 

O que diz o fabricante: 
Nativa SPA convida-a a fazer uma pausa e mergulhar num momento só seu. Um momento de verdadeira indulgência, que desperta os seus sentidos e se conecta ao corpo!

A Mousse de Banho de Bluberry promove uma espuma cremosa e suave, que ajuda a manter a hidratação da pele após o banho. Com uma textura diferenciada, deixa a pele macia e suavemente perfumada.

O boticário, resenha

Minha opinião:
Confesso que não consigo tomar banho só com essa espuma, ela não me dá uma sensação de limpeza. Eu tenho que usar sabonete liquido e esponja para banho. Mas ela tem uma textura bem gostosinha para sentir na pele. 

Entretanto, não uso ela para banho, uso mais como espuma para depilação, porque agora com a gestação, os hormônios estão a flor da pele, se antes eu chorava para tirar a sobrancelha, imagina agora né? 

Não acho que seja um produto essencial, você pode viver sem, não vai mudar sua vida. Mas se você comprou e gostou, que bom, mas eu não pretendo adquirir outro. 

Textura do mousse do blueberry

Reformando quadrinho de R$2,99

8 de setembro de 2017



Ás vezes queremos dar uma mudada na decoração e porque não apelar para a velha fórmula de quadrinhos nas paredes?

Os meus eu dei uma cara nova, porque eles foram bem baratinhos, apenas R$:2,99 cada. Ai pintei com o material que já tinha aqui em casa, misturei algumas tintas e prontinho. Usei desenhos que eu já tinha feito, fotos minhas e um convite de aniversário da minha prima. Para anexar os quadros a parede, usei fita dupla-face da 3M.




Materiais utilizados:

  • Quadrinhos diversos tamanhos
  • Pincel
  • Lixa bem fininha
  • Tinta própria para madeira
  • Verniz próprio para madeira.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...