Sobre a vida das pessoas

25 de setembro de 2015


Ilustra: Yaskina Valentina
É muito comum hoje em dia ouvimos comentários como "O mundo tá perdido" "Isso aqui está virando um caos" "Não se dá mais valor a vida".

Neste atordoado e maravilhoso mundo em que vivemos, eu faço  um questionamento e uma afirmação: "O mundo sempre foi assim ou a violência que aumentou?" e "Nós não damos valor a vida"

 O mundo sempre foi assim ou a violência que aumentou? Isso é bem complicado de definir, se a gente for parar para pensar um pouquinho na história das civilizações.  A violência e a inexistência de direitos humanos, caminham juntas ao longo do tempo, essas coisas sempre existiram. Porém, temos que pensar que com a globalização, temos acesso a noticias de todo o mundo, ou seja, sabemos de casos de violência de todo o mundo, de todo o país. E parece que esse fenômeno chamado violência só se expande. 

No meu ponto de vista o mundo sempre foi como foi, as pessoas só intensificaram ou mudaram a forma de serem violentas umas com as outras, hoje em dia com exposição diária das notícias temos a impressão que o mundo tá piorando. A violência, creio eu, está sendo viralizada e banalizada. Temos que parar de achar que a situação do mundo é normal.Desta forma,  é importante  construir e apoiar práticas no combate a violência. 

"Nós não damos valor a vida" Essa é a verdade nua e crua, nós não  damos valor a vida, nós não importamos com os outros, por isso que os outros não se importam com a gente. A violência cresce e continuará a crescer, continuaremos a ser assaltados, continuaremos a nos assassinar, continuaremos a fazer o outro sofrer.

Ai você diz "Moça, você está errada! Eu valorizo a vida do meu filho, dos meus irmãos, da minha família , dos meus amigos..." E eu te respondo que eu não tô falando do nosso mundinho e não tô justificando as ações de ninguém. Mas, se a gente não se preocupar com politicas de acesso a saúde, alimentação, cultura e educação é o mesmo que não se importar, é o mesmo que não se dá valor a vida. Eu não posso deixar nas mãos do governo, uma responsabilidade que é nossa. Do que adianta postar "Mais amor por favor!" e não ser gentil ou empático com a situação das pessoas. 

Eu não posso passar diante da necessidade do outro e achar que está tudo bem. Porque se eu não me importo com ele, porque ele vai se importar comigo? Será qual o motivo que tá mais fácil tirar a vida do outro? Tá mais fácil porque ninguém tá dando valor a vida de quem tem necessidade e quando quem  tem necessidade não dá valor a nossa vida, nos achamos no direito de dizer que somos os bons e altruístas, mas não somos. A verdade é que somos igual   quem tá do lado ruim das coisas,  que ama sua família como nós amamos as nossas. Que diante da necessidade faz o impensável. E a tendência é só piorar, crise econômica, desemprego, o preço dos alimentos subindo...

Mas no fundo sabe o que penso? Responsabilidade social é o caminho, e quem sabe daqui a 50/100 anos, vamos conseguir melhorar um pouco as condições de vida das pessoas. Porque mudanças não acontecem da noite para o dia, elas exigem esforço e tempo.

( Esse texto é raso, é um mero pontapé de uma reflexão, não tem o intuito de justificar ações de ninguém)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Eu não entendo de moda.Eu entendo do que eu gosto..."

*Sugestões,Criticas, Dúvidas e elogios,são bem-vindas!
Email:Contato@eucriomoda.com, adicione-me!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...